No último domingo nossas garotas Gilmore se encontraram em um evento promovido pelo Deadline com possíveis indicados ao Emmy deste ano. Mediado pelo jornalista Michael Ausiello do TVLine, muitas perguntas sobre o revival foram feitas. Ele conseguiu arrancar de Lauren Graham algo que nunca havia sido contado antes.

Em novembro do ano passado, às vésperas de lançarem o especial em quatro partes da Netflix, Graham contou que “Outono” deu a ela e à criadora da série, Amy Sherman-Palladino, a oportunidade de fazerem algo que as duas “sempre discutiram” a respeito. Lauren prometeu que falaria ao jornalista “algum dia”. Esse dia finalmente chegou.

“Dada a natureza teatral da linguagem de Amy, eu queria fazer o monólogo mais longo já visto na história da televisão”, explicou Lauren a Ausiello. “Eu queria testar os limites disso e ver se isso era interessante para ela”. E era.

Na proximidade do início das filmagens do revival, a atriz relembra: “Amy vivia dizendo para mim ‘Lembra? Lembra que você me pediu um monólogo de verdade? Bem, você vai ter um [em ‘Outono‘]’. E foi o discurso que fiz [pelo telefone] para Emily [sobre Richard]. Era sobre isso que eu estava me referindo”. Assista à cena:

No final da matéria, Ausiello brinca que o próximo passo é se concentrar em descobrir a paternidade do bebê de Rory.

Todos os episódios de Gilmore Girls estão disponíveis na Netflix.

Leia outras notícias aqui. Siga, também, o #GGBR no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook, ouça nossas playlists no Spotify e se inscreva no nosso canal no YouTube.
  • Marcos

    Segundo o Word, esse monólogo tem 476 palavras

  • Felipe Cremonini

    O monologo mais longo da história da televisão só podia ser da Lorelai