More
    PUBLICIDADE

    Gilmore Girls: Um profundo mergulho na cena das “mil margaridas amarelas”

    “Deveria haver mil margaridas amarelas e velas, e um cavalo.”

    Data:

    Warner Bros. Entertainment Inc.

    No final da primeira temporada de Gilmore Girls, Lorelai explica ao namorado Max (Scott Cohen) como deve ser um pedido de casamento adequado: “Deveria haver mil margaridas amarelas e velas, e um cavalo. Não sei o que um cavalo faria lá, a menos que o cavalgasse, o que seria pedir demais”. Max leva a sério as palavras de Lorelai — o que leva a um dos momentos mais românticos e visualmente atraentes da série. Saiba como isso aconteceu.

    Primeiro, a série teve que levar Lorelai ao momento em que ela sonha com as margaridas.

    AMY SHERMAN-PALLADINO, DIRETORA-CRIADORA: Uma das coisas mais bonitas sobre Lorelai, era a total falta de reflexão que ela tinha em muitos suas falas impensadas, e depois viver com as consequências. Adoro minha garota por isso.

    Parecia uma coisa muito Lorelai falar sem pensar — se você realmente perguntar a Lorelai, não acho que ela se considere uma romântica ultra emocionada. Ela adora os garotos, adora flertar e adora sexo, mas e quanto a pedir a mão e coisas do gênero? Esse não é o estilo dela. Ela ficou muito chateada com o fato de o pedido de casamento ter saído de um momento de ciúme esquisito e de um cara esquisito, que não é o que se espera de um pedido de casamento.

    Adorávamos fazer merdas como essas em Gilmore Girls — que algo importante surgisse de outra coisa. Acho que, para Lorelai, aquela briga deveria ter acabado com a conversa sobre casamento. Não era para plantar uma semente.

    A escolha da flor foi muito bem pensada.

    SHERMAN-PALLADINO: Não seriam rosas. As margaridas são um tipo de flor resistente e comum, uma flor que você pode usar como quebra-galho. Uma flor de fácil manuseio. Não queríamos que fossem narcisos ou algo meio esvoaçante e muito Jane Austen. Queríamos que fosse algo realmente real.

    Em seguida, foi a vez de adquirir as margaridas.

    SHERMAN-PALLADINO: Mil margaridas amarelas parecem muito, mas quando você coloca mil margaridas amarelas em uma sala grande, como o nosso cenário, é como se fosse um arranjo de mesa. Três ou quatro vezes tivemos que mandar as pessoas de volta para pegar margaridas amarelas. Acho que acabamos com as margaridas amarelas na Costa Oeste.

    O melhor de nossa equipe Gilmore é que eles sabiam que éramos muito exigentes com o que estava no roteiro. Então, eles apareceram com mil margaridas amarelas. Foi minha primeira vez como diretora. Entrei na sala e pensei: “Sério?”. Eu disse: “Temos que encher a sala inteira”. O ponto principal é que ela entra nessa sala de margaridas e amarelo e beleza.

    A designer de produção Sandy Veneziano e a equipe vasculharam todos os lugares — o departamento de vegetação do estúdio, viveiros e mercados. (Algumas flores eram falsas.)

    SANDY VENEZIANO, DESIGNER DE PRODUÇÃO: Trapaceamos um pouco em algumas tomadas. Empurrávamos as margaridas do fundo — se não fosse um plano aberto — mais para dentro e colocávamos algumas em caixotes de madeira para que ficassem um pouco mais altas e preenchessem o espaço.

    Mas não é como se o pedido das margaridas tivesse surgido do nada.

    VENEZIANO: Estávamos nos acostumando com surpresas na série. Em todas as outras séries havia algo: festival de outono, abóboras, espantalhos, sacos de feno ou uma tempestade de neve. Foi uma série divertida de se trabalhar porque sempre havia algo novo em termos de design para criar e apresentar.

    SHERMAN-PALLADINO: Não tínhamos dinheiro para Gilmore, especialmente no primeiro ano. Estávamos tentando trocar favores sexuais por neve.

    Milhares de margaridas criaram um efeito impressionante.

    VENEZIANO: Era como um mar de amarelo. Foi simplesmente incrível. Houve uma reação, mas aí já era o suficiente — era hora de filmar.

    SHERMAN-PALLADINO: Assim que começamos a definir os ângulos de câmera, eu tinha caras [da equipe] que pareciam ter acabado de assassinar uma família na rodovia gritando das vigas, dizendo: “Vocês têm que filmar daqui de cima, é lindo”. De repente, todo mundo virou florista. As pessoas gostaram muito da forma como filmamos, do romance e do visual. Era uma imagem muito bonita e, onde quer que você colocasse a câmera, era bonito.

    Para Lauren [Graham], talvez tenha sido uma de suas cenas favoritas, porque foi uma das poucas vezes em que ela não precisou dizer nada.

    Então, quantas margaridas a série realmente acabou usando?

    SHERMAN-PALLADINO: Ah, meu Deus, foram milhares e milhares e milhares e milhares. Acho que todos nós perdemos a conta em algum momento. Em algum momento, percebi que havia cinco ou seis pessoas que estavam cansadas de falar sobre flores amarelas comigo. Tipo, “produtor executivo é morto, margaridas são enfiadas goela abaixo”. Isso estava mais ou menos em meu futuro.

    Uma versão deste artigo foi publicado na edição impressa da Entertainment Weekly em 24 de outubro de 2014.

    Gostou deste artigo? Então leia outras notícias aqui. Siga, também, o GGBR no Instagram, acompanhe nosso Twitter, curta nossa página no Facebook, veja suas cenas favoritas em nosso TikTok, participe do nosso canal no Telegram e inscreva-se no nosso canal do YouTube.
    Guto Carneiro
    Guto Carneiro
    Melhor amigo da televisão, é viciado em arte, tecnologia, design, livros e muitas outras coisas. Sua maior vitória em vida foi receber um tweet de aniversário da Lauren Graham em pessoa. É daltônico e odeia café que nem a Alexis Bledel.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    quatro + 8 =

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.