Atenção: Esta matéria contém spoilers dos quatro episódios de Gilmore Girls: Um Ano para Recordar!

Reprodução / Netflix
Reprodução / Netflix

Se você é fã de Gilmore Girls, provavelmente já assistiu (e reassistiu) aos quatro episódios de Um Ano para Recordar e está com a cabeça cheia de perguntas. Perguntas sobre as quatro palavras finais. Perguntas sobre o pai do filho da Rory. Perguntas sobre aquela carta misteriosa que Emily recebeu. Perguntas sobre a possibilidade de um segundo revival.

Então pode se acalmar, porque Michael Ausiello, do TVLine, entrevistou a criadora, roteirista e diretora de Gilmore Girls Amy Sherman-Palladino e conseguiu muitas respostas para nós. Confira abaixo:

TVLINE | O plano original era Rory engravidar logo após a faculdade?
Sim, mais ou menos aos 22 anos.

TVLINE | Que é bem diferente de engravidar aos 32. Primeiro, vamos falar do plano original, que era Rory ser mãe solteira muito mais jovem.
Eu sempre quis que a história terminasse no estilo “a vida se repete”. A filha seguindo os passos da mãe. Eu sempre achei que seria um caminho interessante a seguir, com essas mulheres que são tão ligadas e que tomam algumas decisões de forma diferente, mas que se encontram muitas vezes na mesma situação. Porque elas não são como mãe e filha normais. Eu não a teria feito engravidar na adolescência. Mas achei que depois da faculdade e antes dela embarcar na vida, faria sentido isso acontecer.
A propósito, Rory não precisa ficar com o bebê. Ela tem escolhas a fazer. E admito que, estranhamente, estou gostando mais disso agora. Ainda acho que seria legal ter feito na 7ª temporada. Ainda assim eu teria ouvido os fãs berrando na janela. Mas parece que Rory ter a mesma idade que Lorelai tinha no piloto tem muito mais simetria e significado.

TVLINE | Então você não quis terminar num cliffhanger de propósito?
Não. A questão é que a vida dessas mulheres continua. E muda. Eu gosto que terminamos com Emily tranquila e estável. Lorelai, por enquanto, está tranquila e estável. E Rory está “P… que pariu. Que m…!” Isso é mais real do que as três terem finais felizes e embrulharmos com um laço e todos voltarem para casa com um unicórnio.

TVLINE | Felizmente, a 7ª temporada não arruinou seus planos.
Verdade. Quando Dan e eu começamos a pensar nessas histórias, não sabíamos como a 7ª temporada havia terminado. Então não sabíamos se eles tinham feito algo parecido. Rory poderia ter suspeitado de uma gravidez na 7ª temporada. Eles fizeram a Lane engravidar, que foi a única coisa que me desapontou.

Reprodução / Warner Bros. Television
Reprodução / Warner Bros. Television

TVLINE | Há alguns meses, você disse que os roteiristas da 7ª temporada atrapalharam um de seus planos para o revival. Foi a gravidez da Lane?
Sim, foi isso. Não estou dizendo que foi mal feito, mas eu preferia que Lane não tivesse filhos, porque teríamos mais opções. Lane e Zack terem filhos meio que os obriga a viver em Stars Hollow. Isso mudou um pouco as coisas. Eles ainda são roqueiros. Eles ainda são pais legais. Mas a situação da Rory eles deixaram livre para mim, o que me deixou muito feliz. Estou muito satisfeita com o final.

TVLINE | Não é surpresa que o final deixou os fãs querendo mais.
Não. O segredo é sempre deixá-los querendo mais. Você nunca quer que alguém termine de ver algo em que você trabalhou tanto e diga: “Ok, posso seguir em frente”.

TVLINE | Então, falando nisso, o que é preciso para haver outro revival?
Ninguém está falando disso no momento. Estamos muito cansados. Tenho que terminar um piloto da Amazon (The Marvelous Mrs. Maisel), do qual estou muito orgulhosa. Dan e eu estivemos nesse casulo Gilmore durante um ano e meio. Foi muito intenso. Então estamos recuando agora. Estamos felizes por ter estreado. Estamos felizes por poder falar disso.

TVLINE | Mas você não descarta a hipótese.
Eu não descarto nada da minha vida. Quando as pessoas falavam de um filme de Gilmore Girls (depois que a série acabou), eu pensava: “Não vai acontecer”. Mas eu não iria dizer não. Afinal… por que dizer não para algo?

TVLINE | Pelo menos passou pela sua cabeça o que pode acontecer em seguida na história?
Não. De forma alguma. As pessoas me perguntam: “O que Rory está escrevendo no livro?” E eu respondo: “Eu não faço ideia do que diabos ela está escrevendo no livro” (Risos).

Reprodução / Netflix
Reprodução / Netflix

TVLINE | Você sabe quem é o pai do bebê da Rory?
Sim. E eu nem estou tentando manter segredo. Muito se fala em Team Jess, Team Dean e Team Logan, mas Rory é muito mais do que seus namorados. Eles são maravilhosos e nós tivemos três ótimos atores. Mas os rapazes estavam lá para apoiar Rory em certo momento de sua vida. Romance é bom. Eu entendo. Mas eu sinto que muitas pessoas não prestam atenção na Rory porque o foco estava mais no romance. E eu não queria que esse momento fosse sobre um rapaz. O momento é sobre “Estou passando por isso em minha vida agora”. É um momento tenso para Rory. Sua conversa com Lorelai será algo do tipo: “O que eu faço? Por onde começo?”. Então não estou sendo misteriosa. Só quero manter o foco no que é importante para a história. Não é sobre o rapaz. É sobre ela.

TVLINE | Ok, última pergunta sobre o rapaz: Podemos descartar o Paul?
Acho que você não pode descartar ninguém. Acho que há fortes indícios. Mas você não deveria descartar ninguém.

TVLINE | Só mais algumas perguntas: Finalmente conhecemos o Sr. Kim. Por quê?
Simplesmente achamos que seria engraçado. Ele esteve ali o tempo todo e ninguém percebeu.

Reprodução / Netflix
Reprodução / Netflix

TVLINE | Emily não estava no casamento improvisado de Lorelai e Luke. Mas ela estará no real, certo?
Sim.

TVLINE | O arco de Logan e Rory é intencionalmente um paralelo de Cristopher e Lorelai?
Sim.

TVLINE | Como Rory conseguiu pagar todas aquelas viagens aéreas?
A maioria são pontos. Quando você viaja muito, você ganha pontos. Ela está viajando na classe econômica. Nós não focamos muito em dinheiro porque, para ser sincera, ninguém deve achar que Rory está passando fome. Tem a Emily, a Lorelai, o Logan… tantas pessoas que fariam de tudo para que ela não ficasse desamparada.

TVLINE | Quem enviou aquela terrível carta para Emily?
Não foi a Lorelai.

TVLINE | É um grande mistério que você deixou solto no ar.
É um grande mistério, mas você conhece a Emily. Há muitas pessoas que poderiam ter enviado uma carta maldosa para Emily. Pode ter sido uma ex-empregada, um vizinho, alguma rejeitada no DAR. Mas não foi Lorelai.

Reprodução / Netflix
Reprodução / Netflix

E você? O que achou das declarações de Amy? Conte pra gente nos comentários!

Leia outras notícias aqui. Siga, também, o #GGBR no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook, ouça nossas playlists no Spotify e se inscreva no nosso canal no YouTube.
  • Luana Farias

    hehehe tem tudo haver com ela queria pra sétima. nunca era pra logan amadurecer na sétima. era pra jessy voltar. NUNCA era pra ter Lane grávida, não era o perfil da personagem. e sim nunca foi sobre eles. mas sobre elas. e cansa o povo querer marido e amor pra rory, e achar que sobre isso… final ótimo. e final da emily bom demais.

    • Natália Vieira

      Apoiado!
      #TeamJess

    • Flávia

      Concordo! E respondendo quem é “TeamLogan”, a história sempre mostrou quem era feito pra Rory e quem a Rory sempre gostou de verdade e se dava bem com sua personalidade e característica, o Jess sempre foi o cara ideal pra ela e que gostava dela de verdade, o Dean era um saco mesmo que fosse um bom namorado e o Logan, é o Logan. Sobre Rory casar.. nao, nao mesmo, ela sempre quis viajar na vida e seguir seu rumo, o foco Rory seguindo a vida após faculdade, nao casando e o revival com ela engravidando para ser tal mal tal filha, é bem Rory e bem Gilmore Girls, e mesmo que a 7ª temporada nao tenha sido escrita pela Amy, o que atrapalha mesmo e foi nada a ver é a Lane engravidando e de gemeos, o que ficou retardado, mas fora isso, a serie continua sendo perfeita, com um final ótimo, tanto na 7ª temporada quanto na Revival, tudo que se segue na serie é muito bom, mesmo com a April surgindo do nada, mas ela nao foi o problema, o problema foi o Luke nao saber dar rumo na vida dele pq descobre que tem uma filha, isso nao era para o impedir de finalmente se casar com a Lorelai, porem isso levou o Revival ser muito mas muito legal. 😉

  • Geovanny Barbosa

    Netflix, estou batendo a cabeça na parede por essas quatro palavras. Obrigado por nada!

    Netflix is typing….

    – de nada! Muahahaaaaaaa.

  • DANIELI ROSSI

    Preciso comentar que sou Team Logan para sempre <3

    • Natália Vieira

      Tb gostava, mas essa história dele ter noiva e deixar a Rory de step me matou…
      #TeamJess

  • André Esteves

    Como assim a gravidez da Lane foi colocada pelos roteiristas? Achei que todo o episódio era decidido pela boss da série, Amy, e os roteiristas apenas colocavam no papel. E de qualquer forma, se ela não havia concordado, por que deu o aval na época? Me expliquem se perdi algum ponto.

    • Julia Correr

      Ela e o Dan saíram na 7 temporada por conflitos com a Warner eu acho, algo assim, então tudo que aconteceu na 7 temporada não foi coisa da Amy.

    • Márcia Alves

      A Amy não participou da produção e direção da série na 7.ª temporada. Veja explicação: “Após a sexta temporada da série, em 2006, Amy Sherman-Palladino e o Marido, Daniel Palladino, se afastaram da produção e direção da série devido a problemas contratuais com a CW. O cargo foi assumido por David S. Rosenthal, que ficou responsável pela direção executiva da sétima e última temporada, que não agradou os fãs pois não manteve o mesmo nível de qualidade dos diálogos e da história das temporadas anteriores.”

    • As meninas explicaram direitinho! 🙂

  • Eu gostei demais. Sinceramente, a maioria nós meio que sabíamos. Agora, uma coisa é certa, eu acredito muito que a Lorelai não está nem um pouco tranquila e estável neste momento. Ela está vendo a filha, mesmo que mais tarde, cometer o mesmo erro (se é que é erro, vocês entenderam). E ainda bem que ela contou depois do casamento, porque senão poderia ser mais uma desculpa para não acontecer. E será que o casamento “real” aconteceu?

  • Ana Dias

    Sinceramente, eu não entendo como não querer que os fãs de GG queiram saber quem é o pai do filho dela {para considerar a Rory como individuo e não como apenas um relacionamento} se a vida pessoal das personagens tem grande abertura durante toda a série, inclusive não apenas na sétima temporada.
    A sétima temporada encerrou com a Rory indo cobrir a corrida presidencial e isso era um indício do sucesso na carreira de Rory {que se não tivesse terminado assim também seria uma tristeza}. Não é culpa nossa por querer saber apenas o que ficou faltando no final da sétima temporada, que foi finalizar a vida amorosa dela.
    Amy deixou ela desempregada e sem saber o que fazer {no revival} para tentar encaixar a gravidez em uma Rory sem eira nem beira {que era o final que ela queria}.
    Certo que Rory não é apenas um relacionamento, ela é muito mais. Inclusive, muito mais para seguir o caminho da Lorelai em “como a história se repete”.
    Sei que estou discordando da própria autora de Gilmore Girls e peço desculpas desde já por discordar tanto. rsrsrs

  • Natasha

    Eu acho que vai acontecer com a Rory o mesmo que aconteceu com a Lorelai… Rory ama o Logan (acho que o filho é dele), mas Logan ao saber deixaria a sua noiva pra tentar casar com a Rory, mas ela não quer casar (Assim como o Christopher e Lorelai), então ela vai criar seu bebê sozinha como algo que tem que acontecer (igual ao que seu pai disse quando ela foi visitá-lo). E Jess… sempre foi o Jess, mas isso é algo do qual ela vai descobrir depois (como Lorelai e Luke), ele espera e vai esperar ela por anos (como Luke por Lorelai). E seu livro seria um sucesso, contando as histórias dela com sua mãe até o dia de ela ser mãe e construir uma nova história, um novo rumo, como se fosse viver a parte 2 de seu livro, repassando essa ligação mãe e filha para seu filho(a).
    Seria bem interessante, seria como a autora disse: “A história se repete” (de modo diferente pq a Rory tem a ajuda da mãe, algo que Lorelai não teve)

  • Natasha

    Eu confesso que conheci Gilmore Girls dia 03/12, comecei a assistir por curiosidade (E pq adoro séries antigas que muitos anos depois mostram como se encontram os personagens), no 2 capítulo eu já estava mais conectada com a vida daquelas duas como nunca, eu me apaixonei pela série, nunca gostei tanto de uma história, é fantástica. Tudo se tornou um vício, em menos de uma semana já estava na 4° temporada e derramando litros de lágrimas por estar acabando, eu senti como se estivesse lá, na vida delas, compartilhando de suas dores. É uma simplicidade e esse toque de realidade, tão envolvente, é difícil explicar.
    A melhor coisa foi a possibilidade de ter mais episódios, não aceito (talvez nunca aceitarei) o final dessa série sem antes saber se Rory vai conseguir o futuro que merece.

  • Maria

    Essa série é totalmente sensacional, a maneira como ela retornou fechando alguns ciclos, e deixando outros em aberto, as ultimas palavras ditas me deixou em completo desespero, e muito curiosa sobre o futuro de Rory. Confesso que sou #Teamlogan mas acredito que o pai do bebê de rory, possa ser aquele cara que ela fez sexo casual, pq a historia poderia se repetir em partes, pois rory criaria o filho(a) sozinha (sem o pai), como Lorelai fez e se fosse de Logan, eu acredito que isso não iria acontecer. Preciso de mais uma temporada 🙁

  • Paula Bicudo

    Ah, gente…o pai da Lane! O senhor Kim !

  • Daniela

    Para começar sou #teamlogan.. Amei a série..Me envolvi completamente com a história de Lorelai e Rory..Mas não me conformo de não ter certeza dá série continuar. Rory merece o futuro brilhante que foi tão enfatizado desde a sua infância.. Acredito sim que ela seja o centro de toda a trama,mas seus relacionamentos tbm são!

  • Bárbara Braun

    Quando eu era mais nova, assisti episódios esporádicos de ‘Tal mãe, tal filha’ no SBT. No fim do ano passado decidi assistir a série toda. Fiquei extremamente viciada, assistia o tempo todo, lia sobre e não via a hora de ver o final.
    A sétima temporada, apesar de terem dito que não foi uma boa temporada, sinceramente, eu prefiro o final dela, do que o Revival!
    Não gostei de duas coisas na 7ª. A Lane grávida e a Rory recusando o pedido de casamento.
    Acho que o Logan era sim o cara perfeito pra ela. Todas as loucuras que fizeram juntos, foi porque ela quis fazer e não tinha coragem. Como tinha ele ao lado, pra dar coragem, ela fez. Muito se fala que ele era imaturo e coisas do gênero. Mas ela era mais ainda. Quem perde a virgindade com um ex namorado que é casado?
    Mas beleza. Vamos para o revival!

    Achei ele cansativo. Longo demais. Tinha a sensação de que nada acontecia.
    Não gostei de a Rory não estar bem sucedida na carreira. Isso era um ponto fundamental desde o começo da série.
    Ela ter recusado o pedido de casamento e depois virar ‘amante’ do Logan. Oi? Qual o sentido? Pra casar com ele não serve mas ser amante tudo bem?
    E ela ter um namorado que ela não lembrava de terminar com ele? Fala sério. Quem nesse mundo vive um relacionamento assim? Isso ficou muito fora de contexto. Esquecer o cara em casa e sair pra tomar café e depois esquecer ele na cafeteria? Sem noção.

    Aí o final, a Rory simplesmente anuncia: Mãe, eu tô grávida!

    Nossa, que legal! Baita final!

    Não acho que o final dela deva ser parecido com o da mãe dela. Se assim for, ela não aprendeu nada com o tempo? Com as dificuldades da mãe?

    Sério, o Revival pra mim, foi a maior decepção. Eu já não curti a Rory recusando o pedido de casamento no fim da 7ª. Mas pensei: Ainda bem que tem o Revival pra consertar.
    Aí veio o Revival e fez um estrago maior ainda.

    Ao contrário de todos e de todas as críticas, não, eu não gostei.
    Algumas coisas foram bem legais.
    Mas falar que o foco não era a vida amorosa dela é algo que não condiz. Se não fosse importante, não teria tido tantos relacionamentos.

    De qualquer forma, rezo pra que tenha continuação, que o filho seja do Logan e que eles fiquem juntos.Que o livro dela seja um sucesso e ela seja uma escritora bem sucedida. Pra mim, seria um bom final.

  • Sara Queiroz

    Assistir tudo da serie e queria que houvesse uma continuação para vermos o que acontece com o futuro da Rory sei que é bom cada um poder imaginar o que acontece, mas ver pela telinha e com os personagens principais é bem mais emocionante, tomara que realmente possa ter outra temporada e com a continuação… tomara, tomara, comecei a assistir a serie esse ano, posso ter assistido quando era pequena com a minha mãe e vejo um pouco da minha mãe na Lorelai, pois fui criada a maior parte da minha vida por ela… queria saber quem escreveu a carta para a Emily também, gostei da Lorelai e o Luke não ter escolhido ter outro filho, mas quem sabe eles ainda não decidam mudar de ideia e adotar kkk… mas tem o seu cachorro filhinho Paul Anka rsrsrs… bem moderno, vamos ver o que acontece apartir de agora, mas tomara que der certo termos uma segunda temporada, não gosto de aguardar, mas vou esperar anciosa