, ,

Amy revela: “Conseguimos fazer o que queríamos” com o revival

Divulgação / Warner Bros. Television
Divulgação / Warner Bros. Television

Amy Sherman-Palladino tinha mais a dizer.

Imediatamente após o painel de Gilmore Girls na coletiva de imprensa da Television Critics Association, realizado nesta quarta-feira, o jornalista do TVLine Michael Ausiello conversou com a criadora da série.

A rápida conversa incluiu tanto os aspectos técnicos da realização do revival pela Netflix quanto o elemento emocional de revisitar os personagens que ainda hoje continuam tão próximos ao seu coração. (“Eu ainda estou chorando!”, disse ela.) E, claro, ele não poderia deixá-la ir embora sem tentar arrancar uma resposta à pergunta que alguns de vocês andam se perguntando desde a notícia de que o revival seria produzido pela Netflix: Quais são as chances de ouvirmos Lorelai dizer um ou dois palavrões?

TVLINE | Em que estágio do processo de edição vocês estão trabalhando agora?
Nós acabamos de finalizar a mixagem de “Winter”. Tudo está editado. Estamos mixando, colocando a trilha sonora, os efeitos sonoros, estamos deixando a nossa fotografia bonita, fazendo tudo isso.

TVLINE | Alguma coisa te deixou particularmente emocionada enquanto assistia aos novos episódios?
Eu estou chorando desde o primeiro dia. A Lauren [Graham] e eu, nós não conseguíamos nem trocar olhares depois de um tempo, porque literalmente, no set, nós ficávamos, “Oi. Como você está?” e [faz som de choro]. Eu ainda estou chorando. Talvez seja a menopausa. Eu não faço ideia, mas é claro que eu tenho chorado constantemente. Eu estou muito satisfeita com todos os quatro episódios. Eu sinto que nós conseguimos fazer tudo o que planejamos, o que é algo que eu quase nunca digo. Agora, se eu ainda sinto que poderia alterar duas ou três cenas? Sim, e eu tentei convencer a produção disso, mas nós temos prazos para cumprir. Mas, no fim, acho que os episódios ficaram exatamente como os planejamos.

TVLINE | E quanto aos palavrões, o que podemos esperar?
Vocês terão que assistir para descobrir. A questão com Gilmore Girls é que nós nunca fomos – e parte disso era por causa da WB, mas parte disso também era porque isso não é Narcos. Não é uma história onde podemos dizer coisas como, “Emily, vá se f****! Vá se f****, Richard!”. Quer dizer, isso é o que eu gostaria de fazer. Não seria maravilhoso? Uma versão muito, muito suja de Gilmore Girls. Nada além de profanação e nudez e brigas por causa de drogas. Mas é uma série que tem o seu próprio vocabulário e a sua própria voz agora. Então, nós tínhamos que honrar isso, mas ainda assim mantê-la atual e diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

O que você achou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

#TCA16: Tudo o que teve na coletiva de imprensa do revival

Cena de Lorelai e Rory no teaser não faz parte do revival